1 de outubro de 2008

Os 10 filmes mais violentos de todos os tempos

10 - O Albergue (2005 )
Um grupo de amigos recebe a indicação de um albergue na Eslováquia que oferece as mais belas e promíscuas mulheres do mundo. Atraídos pelas possibilidades, acabam encontrando um fim trágico e sangrento, uma surpresa nada agradável para os viajantes. Com direção e roteiro de Eli Roth, a tensão psicológica se transforma em tortura, agressão e morte rapidamente em “Hostel” (título original).

9 - Violência Gratuita (2007)
O remake do filme de 1997, “Funny Games” (título original), mostra uma família que se vê refém de dois jovens psicopatas. Com requintes de crueldade os dois fazem um jogo com a família, apostando que nenhum deles estará vivo 24 horas depois. Com testes de resistência física e mental, a dupla submete a família a torturas inimagináveis. Tanto a versão austríaca de 1997 quanto a americana de 2007 foram escritos e dirigidos por Michael Haneke.

8 - Henry: Retrato de um Assassino (1986)
O aparentemente tranqüilo Henry, interpretado por Michael Rooker, é um perigoso serial killer. “Henry: Portrait of a Serial Killer” (título original) é baseado na história real do assassino Henry Lee Lucas e, com direção de John McNaughton, é um filme com cenas que impressionam pela agressividade e frieza.

7 - A Outra História Americana (1998)
A história do jovem neonazista interpretado por Edward Norton chocou o público de todo o mundo. “American History X” (título original), com direção de Tony Kaye, mostra situações de extrema violência, principalmente a famosa e extremamente chocante cena do meio-fio.

6 - Cães de Aluguel (1992)
O roteiro e a direção de Quentin Tarantino fazem de “Reservoir Dogs” (título original) um filme capaz de unir diálogos profundos com intensos banhos de sangue. O filme conta a história de um crime que dá errado com a participação de um elenco composto por nomes como Harvey Keitel, Tim Roth, Michael Madsen e Steve Buscemi, entre outros.

5 - Assassinos por Natureza (1994)
Escrito por Quentin Tarantino e dirigido por Oliver Stone, “Natural Born Killers” (título original) mostra o casal de serial killers Mickey e Mallory Knox, interpretados por Woody Harrelson e Juliette Lewis. Analisando a fascinação da mídia por figuras controversas, o filme mostra o casal cometendo atrocidades desde a primeira cena.

4 - Scarface (1983)
Al Pacino interpreta o vingativo imigrante Tony Montana nesse filme com roteiro de Oliver Stone e direção de Brian De Palma. Em uma trajetória de crimes e uso de drogas, Montana vai deixando corpos ensanguentados por onde passa.

3 - A Paixão de Cristo (2004)
A produção mostra os últimos momentos da vida de Jesus Cristo, quando ele é preso, flagelado e crucificado com requintes de cruelda de pelos soldados romanos. O diretor Mel Gibson declarou que as longas cenas de violência explícita em “The Passion of the Christ” (título original) tinham o objetivo de chocar a platéia ao mostrar todo o sofrimento de Jesus Cristo ao ser torturado.

2 - Irreversível (2002)
Dirigido por Gaspar Noé, “Irréversible” (título original) deixou muitos espectadores revoltados a ponto de saírem do cinema durante a projeção. O filme choca principalmente por causa de duas brutais cenas: uma de assassinato e outra de estupro. As duas cenas, de extremo realismo, são o suficiente para definir o filme como um dos mais violentos de todos os tempos.

1 - Laranja Mecânica (1971)
No filme mais violento de todos os tempos, “A Clockwork Orange” (título original), o diretor Stanley Kubrick apresenta personagens adeptos da ultraviolência (termo criado por Anthony Burgess, autor do livro que originou o filme), com cenas de brutalidade excessiva e injustificada contra mulheres, idosos e quem mais aparecesse em seus caminho. As muitas cenas de agressão e violência foram responsáveis pela forte reação ao filme, especialmente no Reino Unido.

3 comentários:

TCHECO disse...

Irreversível é mto bom!

Mrock disse...

tomanocu com a fixação por laranja mecanica, aparece em qualquer lista, isso enche meu saco até o talo

Rudy disse...

talvez seja pelo filme ser bom...