14 de setembro de 2008

Impressões sobre um domingo em Franca

Amanhece... é domingo! Mais uma vez estou acordado.
Concordamos, eu e o Vitão (que também virou a noite) em ficarmos acordados para aproveitar e almoçar, já que se dormíssemos, não teríamos qualquer alternativa para comer mais tarde... já que é domingo...
Assim, fomos eu, o Vitão, o Felipe, o Tcheco e a Kamila almoçar. Onde?
Bem, diz uma faixa na frente do Tempero Maneiro que o recinto passará a abrir aos domingos, resolvemos comer lá então.
Eis que vamos à versão próxima à praça do Itaú e está fechado... lembramo-nos que o outro, próximo à Estrela, logo, mais longe, era o que tinha a faixa. Fomos até lá.
É, estava aberto! Mas o preço aumenta no domingo! Que conveniente quando não se tem concorrência não é mesmo??? Ah, e não fazem marmitex aos domingos também... Maneiro!!!
Resolvemos então ir ao Tempero na Brasa, pelo menos sabemos que a comida de lá é boa! Mas à vontade custa "apenas" 12,qq coisa... Quais as alternativas de marmitex? Um de R$ 5,00 com duas guarnições e uma carne e outro de R$ 6,50 com duas guarnições e duas carnes. Tá, todos resolveram pedir o de R$ 5,00. Tinha que pagar antes (senão eu poderia fugir com o enorme marmitex que eles oferecem... seria muito prejuízo). Fui passar o cartão, mas, eis que a máquina da Visa não estava funcionando. Penso: se eu tivesse comido à vontade - e eu não precisaria ter pago antes, talvez eles confiem mais em quem pode pagar mais... - eu não poderia pagar na saída, já que eu não tinha cerca de R$ 15,00 no bolso. No entanto, eu tinha R$ 5,00, exatamtente isto. Fiquei sem um tostão no bolso... fazer o que né. Mas, pelo menos eu estava animado com a possibilidade de comer :-D
Tive que esperar uma tal moça me atender, sei lá o nome dela, Amarília, Duartina, Sêmele (acho que não era este..), enfim, demorou. Ela chega! [sarcasmo] Que sorriso mais contagiante, uma vontade de servir, um amor pelo trabalho [/sarcasmo].
Ela pegou a tampinha onde ia servir nosso marmitex. Sério, aquilo era a tampa do marmitex!!!
Ela serviu a nós quatro, todos tremendamente contrariados com aquilo: pouca comida, sem salada, sem opção de nada, só podia pegar os pratos mais sem graça...
Fomos embora...
Resolvemos comprar uma coca para ver se a coisa melhorava. Fomos até a bomboniere lá da esquina da rua da Unesp e estava muito, muito caro. Uma coca 2litros a R$ 3,50, que sem noção!!!
Descemos ao Savegnago então... estava um sol chato, como sempre está em Franca! Mesmo na sombra você sente o ar seco e quente: arde e incha o corpo inteiro.
No Savegnago, claro, não tinha coca light gelada... pelo menos nisso os demais membros do felizardo grupo se saiu melhor, pois, conseguiram coca gelada.
Quando estávamos indo embora, descobrimos um sorvete por 6,qq coisa. Pensamos, é a solução para consolar tanto infortúnio. Compremos sorvete!
Qual o sabor? Cada um não gosta de um: eu não tomo de chocolate, o Theco não toma de morango, o Vitão e o Felipe não gostam muito de creme nem Ameixa... sobrou o de Pavê!

Compramos e levamos para casa: um marmitex servido numa tampa (e que nos custou R$ 5,00 = R$ 25,00 ao todo, imaginem o que dava para fazer com tanto dinheiro...), uma coca quente e um sorvete de pavê.

Saímos de casa ao 12:00 e chegamos às 14:00... duas horas para isto!!!!!!!!!!!

Chegou a hora de tomar o sorvete: confirmou a tendência do dia. Sinceramente, não sei qual é o conceito de pavê para os fabricantes do sorvete... tinhas pedaços de bolo muito nojentos no meio, um gosto de gordura... tá mais da metade no congelador. Danusa, se quiser, pode tomar :-)

É, como fomos nos mete neste sertão???

2 comentários:

Mrock disse...

meu deus, que post foda camarão, poste mais dessa agonias francanas pra nos alegrar, demais.

Rudy disse...

E, enquanto isso, eu estava em Ilha Solteira, curtindo a prainha...

hauahuahuahauhauah